Alentejo

Alentejo



O Alentejo, situado na parte centro-sul de Portugal, é a maior região do país. Está repleto de património histórico, arquitectónico e cultural. O Alentejo é sol, é mar, é praia, é natureza intocada, são campos de oliveiras, trigo e girassol, é paz, é charme, é história, é cultura, é gastronomia, é vinho... As planícies da região têm uma rica herança moura e romana. Entre as suas atrações únicas existem castelos majestosos e arquitectura religiosa elaborada, além de vestígios pré-históricos. As adoráveis casas brancas com riscas amarelas ou azuis e moinhos de vento caracterizam todo o Alentejo. Povoações brancas encantadoras emergem de repente da paisagem um pouco desolada. Desfrute de vilas e cidades como Évora, Estremoz, Beja, Serpa e Mértola. 

Évora, capital do Alentejo, é uma verdadeira cidade museu, classificada como Património Mundial da UNESCO desde 1986. As suas muralhas mantêm ruas e edifícios praticamente inalterados ao longo dos séculos. No interior, existem vestígios da época romana, edifícios medievais, palácios e conventos que testemunham o esplendor de Portugal nos séculos XV e XVI.

Estremoz é, juntamente com Borba e Vila Viçosa, uma das famosas cidades de mármore da região do Alentejo. Nesta área, há muito mármore de boa qualidade, uma pedra ornamental com muitas aplicações na construção de edifícios. O marco da cidade é a antiga muralha sinuosa dominada pelo seu castelo medieval branco do século XIII.

Situada numa colina de 277 metros de altura, provavelmente fundada por Júlio César, Beja domina a vasta planície circundante e tem vários pontos de interesse turístico. As ruas estreitas e características da cidade velha, a torre do final do século XIII, a igreja de Santo Amaro (o templo mais antigo de Beja), o Convento de São Francisco. No distrito de Beja existem muitos pontos de interesse turístico, como é o caso das ruínas da vila romana de Pisão e das vilas de Mértola e Serpa. O rio Guadiana é uma presença constante e, como tal, é obrigatório um passeio de barco.

O Alentejo oferece excelentes praias que se estendem por cerca de 170 quilómetros, entre a costa arenosa de Tróia e Sines e as convidativas praias mais a sul. As praias de Tróia são excelentes para toda a família, rodeadas de dunas. Próximo da Reserva Natural do Estuário do Sado, as praias da Comporta e do Carvalhal são outros destinos com excelentes infra-estruturas de apoio. Este é o lar da única população permanente de golfinhos ao longo da costa de Portugal continental. Mais a sul, convenientemente acessível por uma estrada alinhada com campos de arroz e pinhais, a praia de Melides estende-se por um areal que divide o mar e a lagoa com o mesmo nome. Você está convidado a participar de diversas actividades de desporto na areia e a ter aulas de vela, windsurf ou kitesurf. Um modo único de viver as paisagens através de uma experiência inesquecível são os passeios a cavalo ou de pónei, pelo campo ou pela praia, principalmente em Melides.

É no litoral Alentejano, a sul de Sines, que começa o Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, uma das regiões costeiras mais magníficas da Europa e do mundo, que se prolonga até Sagres, no Algarve.
Também no Alentejo, o património cultural de Portugal apresenta uma expressão musical popular muito genuína, única no mundo – o Cante Alentejano, reconhecido pela UNESCO como Património Cultural Imaterial da Humanidade.